Seja bem-vindo! Aproveite o conteúdo abaixo. Esta página não é mais atualizada. Obrigado por sua visita.

Terça-feira, 23 de Janeiro de 2007

Tudo será derrubado

Conversava nesta manhã com uma irmã/amiga pelo MSN e tive a triste informação da morte de sua mãe. Ela foi para estar com o Senhor Jesus, pois nele cria como seu Salvador pessoal, mas sei que a família está sofrendo a perca incalculável da esposa e mãe. Convivemos um mês com essa querida irmã num treinamento evangelístico que tivemos há três anos numa chácara onde todos ficamos juntos. Sua filha me falou que foi tudo muito rápido.

Depois dessa notícia desagradável fui ler a Bíblia. O texto falava que Jesus estava saindo do templo e um de seus discípulos chamou sua atenção para as pedras enormes e as construções magníficas do templo em Jerusalém. Jesus disse para ele: "Você está vendo todas estas grandes construções? Aqui não ficará pedra sobre pedra; serão todas derrubadas" (Mc 13.1-2). Imediatamente fiz uma ligação com a informação do falecimento da mãe de minha amiga e comecei a meditar na transitoriedade desta vida.

Tudo aqui passa muito rápido. A média de vida de uma pessoa fica entre setenta e oitenta anos para os que têm mais vigor; mas geralmente são anos difíceis e cheios de sofrimento, pois a vida passa depressa, e nós voamos (Sl 90.10). A nossa vida é como e neblina que aparece por um pouco de tempo e depois  se dissipa" (Tg 4.14).

Lembro-me sempre de uma frase de Corrie Ten Boom: "Não segure as coisas com muita força". Tudo nesta vida evapora, tudo será derrubado. Devemos usar as coisas deste mundo, como se não as usassémos; porque a forma presente deste mundo está passando (1 Co 7.31). Vamos valorizar a vida, as pessoas, os bens, aproveitar o tempo, viver intensamente com qualidade. Só não podemos esquecer de guardar nossos tesouros no céu e fincar nossas raízes na eternidade, onde nada poderá abalá-los (Mt 6.19-21).

Antonio Francisco às 15:32